- Duas vacina contra o coronavirus sera testada no brasil

Duas vacina contra o coronavirus sera testada no brasil

Vacina de Oxford

Essa vacina é produzida a partir de uma versão enfraquecida do vírus do resfriado comum, o adenovírus. No entanto, esse vírus foi editado e contem material genético do novo coronavírus, a proteína Spike, localizada em sua membrana. Isso significa que o vírus modificado carrega um identificador da COVID-19. Por isso, depois da vacinação, o organismo é estimulado a desenvolver anticorpos eficazes contra o próprio coronavírus.

Em abril, a vacina de Oxford passou pela primeira fase de testes, que incluiu um grupo de mais de mil pessoas entre 18 e 55 anos, no Reino Unido. Agora, na terceira etapa, serão pelo menos 50 mil testados. Entre os brasileiros, a maioria dos selecionados será de profissionais que atuam, diretamente, na área de saúde, entre 18 e 55 anos, independente do sexo.

Os selecionados serão divididos em dois grupos: um tomará a vacina e o outro receberá a vacina-controle MenACWY, também conhecida como vacina meningocócica conjugada - usada para imunização contra a meningite e a sepse, mas, nessa pesquisa, funcionará como um placebo. Depois de um intervalo de exposição, potencial, ao coronavírus, os dois grupos serão comparados.

"Tudo indica, infelizmente, que o Brasil ainda está em uma curva ascendente de contágio. Nesse contexto, a realização de estudos de testes de vacina se torna vantajosa, uma vez que grande parte da população ainda não desenvolveu imunidade contra o novo coronavírus", completa.



                                                          China

A farmacêutica China Biotec Group (CNBG) disse nesta terça-feira (16) que sua vacina experimental contra o novo coronavírus teve resultados promissores: ela conseguiu gerar anticorpos contra a Covid-19 em testes clínicos preliminares. A empresa afirma que planeja fazer testes avançados com humanos em países estrangeiros.

Ainda não surgiu nenhuma vacina comprovadamente eficaz na proteção contra o vírus que já matou mais de 400 mil pessoas no mundo, mas diversas candidatas estão em estágios diferentes de desenvolvimento.

Relatório publicado no site da Organização Mundial de Saúde (OMS) com dados esta terça-feira mostra que estão em desenvolvimento 139 candidatas a vacina contra o vírus SARS-COV-2, causador da Covid-19, sendo que onze delas estão na fase clínica, ou seja, sendo testadas em humanos.

Descobriu-se que a vacina chinesa, desenvolvida por um instituto de pesquisa de Wuhan filiado à Sinopharm, empresa do mesmo grupo da CNBG, induziu anticorpos em todas as pessoas inoculadas sem reações adversas graves, de acordo com dados preliminares de um teste clínico iniciado em abril com 1,120 participantes saudáveis de 18 a 59 anos.

A CNBG disse que está buscando oportunidades para testes avançados e de larga de Fase 3 no exterior de maneira proativa.

"Obtivemos uma intenção cooperativa de empresas e institutos de muitos países", disse a companhia em um comunicado.

A mídia estatal relatou que a candidata a vacina, assim como outra vacina experimental desenvolvida por uma unidade da Sinopharm, foi oferecida a servidores de estatais chinesas viajando ao exterior enquanto os desenvolvedores buscam mais dados sobre sua eficiência.

A China tem cinco candidatas a vacina contra Covid-19 em testes com humanos, mais do que qualquer outro país.





Postar um comentário

0 Comentários